Cronotipos

Man Reading Newspaper

Read of the daz

O cronotipo é uma medida que reflete como o relógio interno de uma individuo se encontra relativamente à hora externa (hora legal) [RPZW19]. Na linguagem comum, os cronotipos são conhecidos como corujas (cronotipos tardios) e cotovias (cronotipos matutinos). Como o sono é um dos resultados mais óbvios do relógio interno, as fases do sono são geralmente usadas para determinar o cronótipo. Em alternativa, a evolução do nível de alerta com o passar do tempo também pode ser usada. Os cronotipos seguem praticamente uma distribuição normal, havendo um leve excedente de cronotipos tardios [FLMR00].

A Figura 1 mostra uma distribuição de cronotipos usando as fases do sono sem restrições externas (despertador). As cores codificam os respectivos cronotipos. Para representação, é usado o tempo do sono (tempo de adormecer até o momento do despertar, escala no topo) ou o ponto médio do sono (ponto médio entre adormecer e despertar, escala no fundo). A representação via ponto médio do sono tem a vantagem de ser independente da duração do sono dos indivíduos. Ao usar o tempo do sono, assumimos nestes casos uma duração do sono uniforme de sono de 8 horas. No entanto, a quantidade de horas de sono que uma pessoa necessita por noite é independente de seu cronótipo. O cronótipo define apenas quando um individuo dorme, não por quanto tempo. Os cronótipos tardios não dormem mais que os matutinos, apenas adormecem mais tarde.

O cronotipo é uma medida que reflete como o relógio interno de uma individuo se encontra relativamente à hora externa (hora legal) [RPZW19]. Na linguagem comum, os cronotipos são conhecidos como corujas (cronotipos tardios) e cotovias (cronotipos matutinos). Como o sono é um dos resultados mais óbvios do relógio interno, as fases do sono são geralmente usadas para determinar o cronótipo. Em alternativa, a evolução do nível de alerta com o passar do tempo também pode ser usada. Os cronotipos seguem praticamente uma distribuição normal, havendo um leve excedente de cronotipos tardios [FLMR00].

A Figura 1 mostra uma distribuição de cronotipos usando as fases do sono sem restrições externas (despertador). As cores codificam os respectivos cronotipos. Para representação, é usado o tempo do sono (tempo de adormecer até o momento do despertar, escala no topo) ou o ponto médio do sono (ponto médio entre adormecer e despertar, escala no fundo). A representação via ponto médio do sono tem a vantagem de ser independente da duração do sono dos indivíduos. Ao usar o tempo do sono, assumimos nestes casos uma duração do sono uniforme de sono de 8 horas. No entanto, a quantidade de horas de sono que uma pessoa necessita por noite é independente de seu cronótipo. O cronótipo define apenas quando um individuo dorme, não por quanto tempo. Os cronótipos tardios não dormem mais que os matutinos, apenas adormecem mais tarde.

  • Facebook
  • LinkedIn
  • Twitter

© 2020 por BetterTimes.