Professor aposentado da escola primária

"Caros Senhores e Senhoras,

Desde o início dos anos 90, as vozes daqueles que criticam a mudança do horário de verão na Alemanha desde 1980, têm aumentado. Eu próprio - professor aposentado da escola primária, nascido em 1938 - não me acostumei até hoje. Mesmo quando eu me aposentei, achei difícil acordar uma hora mais cedo, às 8 da manhã durante o horário de verão, por causa de consultas médicas. O meu relógio interno não lida bem com isso, durante esse período. Apago as luzes por volta das 22h30 no semestre de Inverno, mas não me canso antes das 23h30 no semestre de verão.

Como voluntário nas escolas primárias, desaprovo fortemente o fato de que lhes sejam, até crianças e professores da escola primária, impiedosamente impostas a essa mudança de hora. Mesmo durante o horário padrão, o início das aulas às oito da manhã é classificado como contra a aprendizagem e desenvolvimento, não apenas para alunos do ensino primário, mas principalmente para adolescentes durante a puberdade. Temos que ter em consideração o quão cedo alguns alunos precisam sair da cama por causa do longo caminho para a escola! O número de alunos com dificuldades de aprendizagem aumentou de ano para ano, fato que é exacerbado pela dita de mudança de horário. A minha experiência anterior de ensino na década de 1980, após a introdução do "horário de verão", confirma isso. Alguns estudantes chegam à escola sem dormir, porque durante o horário de verão há claridade por muito tempo à noite, especialmente no densamente povoado oeste da Alemanha.

Os idosos, que precisam tomar os seus medicamentos a determinados horários do dia, têm problemas físicos. Como diabético tipo 1, eu preciso sempre de injetar minha insulina basal mais ou menos ao mesmo tempo e não posso tolerar nenhum desvio.

[...]

Tomemos a Rússia como exemplo, que voltou ao tempo normal durante todo o ano. Também houve vozes que se pronunciaram a favor de um "horário de verão" durante todo o ano, também no inverno: não façam isso! Repito: aqueles que são particularmente afetados pelo regulamento do horário de verão são crianças, jovens e os seus professores. Não é possível condicionar inofensivamente todas as pessoas a serem "cotovias" (madrugadores). Muitos de vocês, estimados membros do Parlamento, membros do Comitê, também concordarão comigo em pelo menos alguns pontos.

Eu também encaminharei a minha opinião para outros órgãos.

 

Em relação à sua resposta valiosa, saúdo-o com agrado,

XY "

  • facebook logo_pt

© 2020 por BetterTimes.