Jetlag Social

O jetlag social (JLS) serve de medida à discrepância entre o relógio interno do corpo e o hora social [WDMR06]. Todos que precisam de um despertador para acordar sofrem disso [Diem00]. Nesse situação, os requisitos sociais para quando dormir não correspondem aos horários de sono que o corpo escolheria com base na sensação de cansaço e, portanto, do relógio interno.

A Figura 1 mostra um exemplo de um diário de sono de um individuo com forte jetlag social. O tempo de sono dessa pessoa nos dias de trabalho (cinza escuro) difere significativamente daquele nos fins de semana (cinza claro). Nos dias de trabalho, o sono é reduzido nos dois extremos. De noite, o relógio interno da pessoa não permite que ela adormeça à hora certa [RPZW19]. De manhã, o despertador interrompe violentamente o sono antes deste se concluir [RPZW19]. O resultado: privação crónica do sono, que só pode ser parcialmente compensada ao fim de semana [FPWW13, RoWK19].

Neste ponto, deve notar-se que dormir ao fim de semana é um alívio e não um reforço do problema. Por outras palavras, é saudável. Pessoas que não dormem o suficiente durante a semana de trabalho têm um taxa de mortalidade mais alta sem este sono compensatório quando comparados com os seus pares que, pelo menos, parcialmente mitigam este deficit com o dormir mais aos fins de semana [ÅGGZ19].

Fiigura 1: Diário de sono com jetlag social forte. Fonte: [RPZW19], editado.

O jetlag social é a diferença calculada entre o ponto médio do sono (ponto médio entre o adormecer e o acordar) nos dias úteis (verde na Fig. 1) e nos dias do fim de semana (vermelho na Fig. 1)  [RPZW19, WDMR06].

A Figura 2 mostra uma estatística sobre o jetlag social da população. Só aproximadamente 20% da população sofre de menos de meia hora de jetlag social e, nos dias úteis, mais de 7 horas de sono [RoWK19].

O jetlag social é comparável ao jetlag de viagem, que se sente ao viajar longas distâncias para o leste ou oeste. A diferença é que o jetlag de viagem desaparece alguns dias após a chegada ao destino, porque o corpo se adapta às novas condições de luz (hora do sol), enquanto o jetlag social é crónico. [RPZW19]

O jetlag social está associado a riscos de saúde (consulte Efeitos sobre a saúde do Jetlag Social) [Roen19].

Figura 2: Jetlag social da população. Fonte: [RPZW19], editado.

As Causas do jetlag social

A causa do jetlag social é uma combinação de horas sociais inadequadas e relógios internos atrasados ​​pela poluição luminosa.

 

O relógio interno do corpo é ajustado quase exclusivamente pela luz e não pelas horas sociais, mesmo nas nações industrializadas. A hora solar (hora do nascer e pôr do sol) é portanto a fator mais decisivo a influenciar o relógio interno. [RoKM07]

 

Infelizmente, os horas sociais alinham-se com a hora do sol pobremente. Para além disso, existem diferenças individuais na forma como o relógio interno dos indivíduos se ajusta em determinadas condições de iluminação (consulte cronotipos).

 

Causa 1: Fusos horários

Ao definir fusos horários, o hora social é parcialmente dissociada da hora solar. Dentro de um fuso horário, todas as pessoas precisam se levantar á mesma hora. No entanto, o sol nasce e põe-se mais tarde na fronteira oeste do fuso horário em relação á fronteira leste. Se os fusos horários padrão, conforme decidido em 1884, forem aplicados, essa diferença horária será de uma hora. Isso significa que as pessoas no lado oeste do fuso horário precisam acordar uma hora mais cedo do que seus pares a leste. Como resultado, dentro de um fuso horário, o jetlag social aumenta de leste para oeste [Roen19].

Causa 2: Escolha de fusos horários geograficamente incorretos - horário de verão

O problema da dissociação a hora social da hora solar é exacerbado pela escolha de fusos horários geograficamente incorretos. Com frequência, encontram-se países com fusos horários pertencentes a posições geográficas mais a leste do que a posição do país. Espanha, França e os países do Benelux são exemplos disso. Eles estão localizados geograficamente na Europa Ocidental, mas na Segunda Guerra Mundial foram colocados no fuso horário da Europa Central. Portanto, no oeste da Espanha, o nascer e o pôr do sol ocorrem duas horas completas depois da fronteira leste do fuso horário (onde Varsóvia se encontra localizada aproximadamente). Isso aumenta enormemente o jetlag social. Uma reação instintiva de muitas culturas afetadas, é uma mudança nas rotinas diárias. Não é à toa que os espanhóis são conhecidos por jantar muito tarde.

 

O horário de verão corresponde à escolha de um fuso horário que se encontra demasiado a leste. Os países da Europa Central (por exemplo, Alemanha) vivem durante o verão no horário da Europa Oriental. Consequentemente, a hora social está, nesse caso, adiantado em relação ao hora solar. Como tal, a hora social é demasiado precoce para o relógio interno.

Causa 3: Diferenças individuais

Como em qualquer característica física, também existem diferenças genéticas na maneira como o relógio interno do indivíduo se ajusta em determinadas condições de iluminação. Os cronotipos matutinos (cotovias) cansam-se cedo e acordam cedo. Os cronotipos tardios (corujas) só conseguem adormecer e acordar tarde. No entanto, nossos horas sociais são feitos quase exclusivamente para cronotipos matutinos. Cronotipos intermédios e especialmente tardios sofrem, portanto, de jetlag social crónico [WDMR06].

Causa 4: Poluição luminosa

A mudança de claro-escuro é o principal zeitgeber (sincronizador de tempo) do nosso relógio interno. Com menos tempo gasto ao ar livre, geralmente devido à vida profissional, e com a presença de luz artificial, este zeitgeber do nosso relógio interno é enfraquecido [Roen19]. Como resultado, os relógios internos da maioria das pessoas são hoje mais tardios do que sob condições de luz natural [SCMM17]. Portanto, existem mais cronotipos tardios e, portanto, mais pessoas que sofrem de jetlag social. Somente cotovias extremas se tornam mais precoces sob esse zeitgeber. [Roen19]

Além disso, o corpo precisa, em particular, da luz da manhã para acertar o relógio interno mais cedo

[RoDM03]. No entanto, durante grande parte do ano, muitas pessoas são obrigadas a estar no trabalho ou na escola antes do amanhecer e, portanto, não têm como obter essa luz.

Na nossa sociedade moderna, as possibilidades para evitar atenuadas mudanças de claro-escuro são muito limitadas. Obviamente, pode tentar-se aumentar o tempo gasto ao ar livre (especialmente de manhã) e reduzir o uso de luz artificial ao entardecer (consulte a higiene da luz). Mas será que queremos abolir todas as profissões que devem ser realizadas dentro de casa? Quereremos incentivar as pessoas a jantar apenas com velas nos meses de inverno? Deveremos proibir completamente a exibição moderada de televisão à noite? Provavelmente não. Então a consequência lógica é a adaptação das horas sociais às necessidades físicas das pessoas na nossa sociedade moderna.

 
Consequências do jetlag social para a saúde

Um grande número de estudos mostra os efeitos negativos do jetlag social na saúde física e psicológica. Como os cronotipos tardios sofrem mais com o jetlag social, eles são os mais afetados [Part15, WDMR06].

Jetlag social:

  • aumenta o risco de:

  • afeta adversamente a nossa imunidade levando a:

    • Respostas imunitárias comprometidas e a uma maior suscetibilidade a doenças e infeções [BCSN17, HABC20, PaPD18, PhSK15].

    • Um agravamento das alergias, tais como a asma, a rinite alérgica e a dermatite atópica, e das respostas autoimunes, tais como a artrite reumatoide e a doença inflamatória intestinal  [BCSN17, CKSD18, HABC20, PaPD18, PhSK15].

  • aumenta a necessidade de insulina em pacientes adolescentes com diabetes tipo I [SBBK18].

  • aumenta o consumo de cigarros, cafeína e álcool [WDMR06, WiPR10].

  • aumenta a tendência para hábitos alimentares não saudáveis [APWV18].

  • afeta o desempenho cognitivo e académico [DíEs15, HEGR14].

  • aumenta o potencial de agressão física e verbal em adultos jovens [RaVo13].

  • reduz a expectativa de vida [Bori11a].

  • facebook logo_pt

© 2020 por BetterTimes.