BetterTimes está empenhado na escolha de um fuso horário saudável.

Para o nosso bem-estar e saúde é muito importante QUANDO trabalhamos, descansamos e dormimos, porque o nosso  relógio interno (circadiano) não rege o nosso corpo de forma a estarmos aptos a executar cada umas destas tarefas a qualquer altura do dia. Porém, quando temos que trabalhar e quando podemos dormir depende das normas sociais e da hora legal. A escolha da hora legal e, como tal, a escolha do  fuso horário em um país de um país tem uma palavra a dizer na forma como vivemos. 

 

Relativamente a este assunto, houve um desenvolvimento promissor na Europa nos últimos anos. A 26 de março de 2019, o Parlamento Europeu aprovou a proposta da União Europeia de abolir a mudança sazonal da hora entre o horário padrão e o horário de verão. Cabe agora a cada país decidir que hora legal deve ser aplicado durante todo o ano, assim como a aprovação da proposta pela Conselho Europeu, cuja priorização desta decisão e posteriores negociações assentam na Presidência do Conselho. 

 

Esta é uma grande oportunidade para os países da Europa. Para além da abolição da mudança da hora, que causa dificuldades a muitas pessoas, principalmente famílias com crianças, insurge-se a possibilidade de escolher uma hora legal permanente mais próxima de um Horário Natural. Um Horário Natural é um horário cuja hora indica a hora real do dia com base na posição do sol e, como tal, o mais compatível com nosso relógio interno. Em Portugal Continental, dos horários historicamente usados nos últimos 100 anos, o horário padrão corrente, que observa o fuso horário da Europa Ocidental (UTC+00:00), também conhecido por Hora de Greenwich, seria o mais próximo do Horário Natural. Uma melhor aproximação ao Horário Natural seria UTC-00:30, porém, presentemente, tal não está sequer contemplado para discussão política.

 

O horário de verão, por outro lado, é um horário artificial bastante distante da hora real do dia, pois o país adopta um fuso horário que não corresponde de todo à sua localização geográfica. Portugal continental vive durante o Horário de Verão de acordo com o Horário da Europa Central (UTC+01:00), embora esteja geograficamente mais no fuso horário dos Açores.

 

Devido à incompatibilidade com o relógio interno, o horário de verão tem consequências para a saúde, especialmente quando aplicado permanentemente. Especialistas do sono e do relógio interno, assim como organizações internacionais científicasrecomendam o uso do horário padrão permanentemente, quando a escolha possível é entre o horário padrão e o horário de verão de um país.

 

Mas então e aquela hora de luz extra ao anoitecer? Tal pode-se continuar a usufruir. O horário de verão não altera a luminosidade do dia. Simplesmente faz-nos ir para a cama e acordar mais cedo. A preferência pessoal por tais rotinas diárias mais madrugadoras pode também ser organizada no horário padrão a nível individual.

 

Os relógios devem indicar da forma mais fiável possível a hora real do dia e permitir uma vida saudável e desfrutável para todos. É esse o nosso compromisso.

 

Cada país tem a sua Hora Natural.

Presentemente, Horário da Europa Ocidental (Horário Padrão) para a Portugal.

Iniciativa: Fuso Horário Saudável