Declarações de Especialistas

Entrevista com o Cronobiologista Professor Till Roenneberg

 

Von EBRS, ESRS und SRBR

EBRS: European Biological Rhythm Society

ESRS: European Sleep Research Society

SRBR: Society for Research on Biological Rhythms

Texto original:

https://esrs.eu/wp-content/uploads/2019/03/To_the_EU_Commission_on_DST.pdf

Pontos de discussão oficias da SRBR

 

SRBR: Sociedade pela Investigação em Ritmos Biológicos


Texto original:

https://srbr.org/wp-content/uploads/2019/11/SRBR-DST-Talking-Points-1.pdf

 

Tradução Portuguesa:


Pontos de discussão de verão SRBR (DST)

Os pontos de discussão têm a intenção de abordar brevemente alguns pontos-chave, motivados pelas reacções dos meios de comunicação e de cidadãos laicos, por meio do Comissão de Divulgação Pública (Public Outreach Committee - POC) da Sociedade pela Investigação em Ritmos Biológicos (SRBR). Isto não é, de modo algum, o âmbito completo de referências, mas este kit de imprensa contém referencias chave, assim como o Artigo de Posição sobre o horário de Verão, para auxiliar as nossas interações com os meios de comunicação. Encorajamos a entrar em contato com a SRBR POC via srbroutreach@gmail.com caso hajam sugestões ou comentário.

Por que nos preocupamos com o horário de verão?

Cerca de 1,6 mil milhões de pessoas por todo o mundo reajustam seus relógios duas vezes por ano para o horário de verão e novamente para o horário padrão. Essa mudança de uma hora para o horário de verão resulta, para alguns indivíduos, numa menor exposição à luz matinal (enquanto o horário de Verão se encontra em vigor durante os meses de Verão nos EUA). O relógio biológico do nosso corpo precisa ser exposto à luz solar da manhã para se ajustar à hora local. Quando a exposição à luz solar de manhã é reduzida, os nossos relógios biológicos mudam para mais tarde, tornando o acordar mais difícil. A mudança de uma hora no horário de verão também expõe as pessoas a mais luz noturna, o que muda ainda mais o relógio biológico para mais tarde e faz com que adormecer seja mais difícil. Devido ao efeito da redução da luz da manhã e do aumento da luz da tarde no relógio biológico, o horário de verão leva à perda de sono e a uma incompatibilidade entre o relógio interno e a hora local (também conhecida como jetlag social). A privação do sono e o jetlag social têm efeitos negativos na saúde física e mental, incluindo riscos aumentados para diabetes, obesidade, doenças cardíacas, depressão e algumas formas de cancro. Portanto, manter o horário de verão durante o verão ou durante todo o ano terá um sério impacto na saúde e segurança públicas. Esses efeitos negativos podem ser evitados se não se mudar para o horário de verão.

 

Por que o horário de verão permanente é pior que o horário padrão permanente?

Em 1974, os Estados Unidos decidiram introduzir o horário de verão permanente, para economizar energia, por dois anos. No começo, as pessoas estavam otimistas, 79% eram a favor da mudança. Em fevereiro, após o primeiro inverno, o apoio caiu para 42%. Essa mudança de opinião provavelmente deveu-se ao fato de que acordar no escuro é mais difícil. Manter o horário de Verão todo o ano, também aumenta a duração das manhãs escuras no inverno! De enfatizar, quaisquer poupanças de energia foram observadas durante este horário de verão permanente em 1974. De fato, o horário de verão permanente de 1974 nem sequer durou 2 anos nos EUA: o Congresso retirou a medida após uma votação resultando em 383 contra 16 votos, claramente demonstrando que essa foi uma má ideia. Vamos não repetir os erros do passado!

 

Já houve um horário de verão permanente?

Em 1974, os Estados Unidos decidiram introduzir o horário de verão permanente, para economizar energia, por dois anos. No começo, as pessoas estavam otimistas, 79% eram a favor da mudança. Em fevereiro, após o primeiro inverno, o apoio caiu para 42%. Essa mudança de opinião provavelmente deveu-se ao fato de que acordar no escuro é mais difícil. Manter o horário de Verão todo o ano, também aumenta a duração das manhãs escuras no inverno! De enfatizar, quaisquer poupanças de energia foram observadas durante este horário de verão permanente em 1974. De fato, o horário de verão permanente de 1974 nem sequer durou 2 anos nos EUA: o Congresso retirou a medida após uma votação resultando em 383 contra 16 votos, claramente demonstrando que essa foi uma má ideia. Vamos não repetir os erros do passado!

 

O aumento da atividade física durante o horário de verão é um bom motivo para o manter horário de verão permanente?

Atualmente, o horário de verão está em vigor na primavera e termina após o verão. Essas estações são geralmente associadas a mais atividades ao ar livre devido às temperaturas mais quentes. Argumentou-se que o horário de verão está associado a mais atividade física, mas é mais provável que a mudança de estação seja responsável por mudanças nos padrões de atividade física. Também é importante notar que não há provas diretas de que o horário permanente de verão tenha um efeito positivo na atividade física durante os meses de inverno. Além disso, manter o horário padrão durante todo o ano (em vez do horário de verão) não afetaria a sazonalidade das temperaturas mais quentes e da luz noturna mais longa no verão. Portanto, é improvável que, ao definir o horário padrão em vez do horário de verão, os efeitos positivos do exercício seriam perdidos durante os meses de verão.

- Para mais informações, visite o nosso site: http://www.srbr.org-

  • facebook logo_pt

© 2020 por BetterTimes.